Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estrada para Damasco

Um blogue sobre comunicação clara de ciência

A vida dos micróbios no espaço

17.02.20 | Cristina Nobre Soares

 

big_deal_mars_1200x627.jpg

 

A Diana Freire frequentou a 2ª edição do "Comunicar ciência clara". É doutorada em bioquímica e trabalha no Centro de Ciência Viva - Pavilhão do Conhecimento. Como trabalho final do curso escreveu um texto para um público-alvo infanto-juvenil, com o objectivo de comunicar uma actividade sobre "A vida dos micróbios no espaço".

 

"Achas que existe vida extraterrestre, vida fora do nosso planeta? De certeza que já pensaste se existem ou não extraterrestres, tal como aqueles que aparecem nos filmes que dão na televisão ou no cinema.

A verdade é que ainda não sabemos se eles existem ou não, especialmente quando falamos de extraterrestres, daqueles do nosso tamanho ou parecido. Mas, tenho uma surpresa para ti! Alguns cientistas começam a encontrar provas de que existem bichinhos muito, muito pequeninos, daqueles que nem com a lupa consegues ver, no espaço extraterrestre, ou seja, noutros planetas. Dentro deste grupo de microorganismos, existem as bactérias que são os bichinhos mais simples que existem no nosso planeta. As bactérias conseguem multiplicar-se, ou seja, conseguem-se dividir e criar muitas bactérias iguais a si mesma até fazerem uma família muito grande, as chamadas colónias bacterianas.

Mas, para que a bactéria se consiga multiplicar, é preciso que tenha o alimento certo. Ora vamos lá explicar. Por exemplo, quando estás cansado podes comer algo e ficar com mais energia para ires jogar com os teus amigos. As bactérias funcionam da mesma forma porque também têm que comer uma espécie de açúcar para conseguir sobreviver. Para além disso, também é importante que vivam a uma temperatura que as deixe mais confortáveis. Imagina que tinhas que ir brincar lá fora no parque num dia com 50 graus de temperatura, ou seja num dia ainda pior do que o dia mais quente de verão pelo qual tu já passaste! E num dia assim eras capaz de voltar para dentro de casa onde estava mais fresquinho, não era? Ora, as bactérias também gostam de estar a uma temperatura assim mais confortável!

Agora vou-te deixar a pensar: os cientistas e astronautas contam-nos que nos outros planetas e no espaço não existe água e que as moléculas que lá existem são diferentes das que existem na Terra. Eles contam-nos também que a temperatura que se sente lá fora é muito diferente da que sentimos aqui. E mais ainda, a atmosfera, ou seja a ar que respiramos não é feito de oxigénio ou de azoto como aqui na  na Terra. Então, como podem as bactérias sobreviver no espaço? Como têm que se adaptar? Como descobriram isto os cientistas e astronautas? Será que tal como as bactérias, também nós humanos ou outros seres vivos conseguirão sobreviver noutros planetas, como por exemplo Marte?

 Estas são algumas das questões que vamos abordar na nossa sessão. Não vais faltar, certo?"

 

Imagem: www.ted.com

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.